GAEXPO

 

 Segunda-Feira, 19 de Novembro de 2018 - Boas Compras, aproveite nossas promoções!   
  HomeInformativosTemperatura Interfere na qualidade do sorvete

 

 

 

Temperatura interfere na qualidade do sorvete

Alguns alimentos são mais sensíveis a ambientes externos e, por isso, requerem um cuidado todo especial em cada etapa da cadeia a qual são submetidos os produtos refrigerados. Todo o processo, desde a produção, estocagem e transporte até ao ponto de venda, merece atenção redobrada.

 

É o caso do sorvete, que não permite nenhuma falha durante o procedimento. Sua temperatura limite está na casa dos -18°C e qualquer alteração pode causar danos irreversíveis ao produto.

 

Para garantir a qualidade do sorvete, alguns critérios devem ser obedecidos, sobretudo na fase de distribuição, a mais crítica de todo o processo.

 

1)    VEÍCULO IDEAL O meio de transporte utilizado deve operar em condições adequadas. Isso depende de uma série de fatores, como o degelo do caminhão, procedimento que deve ser realizado pelo menos uma vez a cada 15 dias; o isolamento térmico, essencial para manter a temperatura ideal; e o bom funcionamento das placas eutéticas, que devem ser resfriadas pelo motor de refrigeração em tempo adequado. É preciso que todas essas verificações sejam feitas pelo menos uma vez por semana para que o veículo esteja sempre em condições ideais para realizar o transporte.

 

2)    TEMPERATURA DA CÂMARA FRIA O mais indicado é que a câmara fria esteja abaixo de -22°C, assim o sorvete terá um diferença de 4°C para o limite aceitável do produto.

 

3)    CARREGAMENTO DOS CAMINHÕES O carregamento deve ser feito o mais rapidamente possível e, pelo menos, seis horas antes da saída dos caminhões, que só deve acontecer quando as placas eutéticas do baú estiverem a uma temperatura menor ou igual a -33ºC.

 

4)    ENTREGA É a fase mais crítica, já que acontece fora das dependências da empresa. Neste caso, cabe ao entregador se adequar à situação de cada cliente, verificando, entre outras coisas, se a temperatura da conservadora no ponto de venda está adequada.

 

Levando em consideração os erros humanos, o uso de contentores / roltainers isotérmicos para melhor manutenção da temperatura é uma alternativa muito importante a ser considerada, principalmente nos casos de entregas fracionadas.

 

 

 

G.A. Expo

gaexpo@gaexpo.com.br

Fone: 2305.5224

 

 

 Xxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxx

 

 


www.gaexpo.com.br © Copyright - Todos os direitos reservados


 

 

 

Elevação de carga Movimentação de carga Amarração de carga Pesagem , Armazenagem. Cabo de aço Laço de cabo de aço prensado Cordoalha  ACSR arame de solda gancho olhal,  manilha, grampo para cabo de aço, Esticador,  Soquete Spelter Aberto e Fechado, Soquete Cunha.  Anel Anel Máster.  Ganchos tipo haste Din 15401  Din 15402. Moitão, Caixa de gancho, Moitões Patesca Roldana compensatória Roda forjada Componentes para equipamentos de elevação, Cabines.  Cintas de Elevação e amarração de Poliéster Corrente Corrente calibrada Linga de corrente Grau 8. Talha elétrica talha manual, guincho Tirfor,  trole manual trole mecânico, Pórtico móvel Sistema de eletrificação tipo FESTOON, ponte rolante,  guindaste giratório monovia. Projeto de engenharia de equipamentos de elevação Células de carga Balanças eletrônicas Transpalete pesador  Dinamômetros balanças para pontes rolantes e guinchos Controle remoto, etiquetador Pallet metálico, contenedor, estrutura porta pallet, roltainer tainer car. Fita têxtil